ESPORTES ▸ BRASILEIRO

Aproveitamento do Atlético-MG é o mesmo do Flamengo de 2019 com 20 jogos

O Flamengo de 2019 foi o campeão brasileiro com melhor aproveitamento da história dos pontos corridos, com 79% - o sistema de disputa foi implantado em 2003 - e 90 pontos somados. Na época da conquista sob o comando do técnico Jorge Jesus, nos primeiros 20 jogos, o time somou 45 pontos. Nesse corte, o Atlético-MG deste ano alcançou os mesmos 45 pontos ao bater o Sport na rodada passada.

O Atlético-MG tem 75% de aproveitamento na competição deste ano e lidera com vantagem de sete pontos para o Palmeiras e 11 para o Flamengo (que tem dois jogos a menos). Desde 2006, quando o Brasileiro passou a ter 20 clubes, esse número só fica atrás justamente do Flamengo de 2019.

Os matemáticos estipulam um aproveitamento em torno de 66,7% dos pontos para alcançar o título, quatro pontos a cada seis, o que significa fazer 76 pontos ao fim do campeonato. O Cruzeiro em 2013 cravou essa pontuação, enquanto o Fluminense em 2012 e o São Paulo nos anos do tricampeonato fizeram uma margem muito próxima.

O Corinthians em 2015 somou 81 pontos, o Palmeiras nas conquistas de 2016 e 2018 e o Cruzeiro em 2014 fizeram 80. Abaixo desta régua, o Corinthians em 2017 e 2011, Fluminense em 2010 e o Flamengo no ano passado, fizeram entre 70 a 72 pontos. Em 2009, o atual campeão brasileiro ganhou o título com apenas 67.


Este ano, o Flamengo disputou 18 jogos, dois a menos que Palmeiras e Atlético-MG, com aproveitamento de 63%. Mesmo que vença a próxima partida e feche os primeiros 19 jogos com 37 pontos, a projeção seria de 74 pontos ao fim do campeonato, abaixo da régua dos 66,7%, possível para um campeão em algumas edições.

Os cálculos do Atlético-MG
Os 75% dos pontos que o Atlético-MG tem neste momento, ao fim do campeonato, representariam em torno de 85 e 86 pontos. A pontuação está bem acima da projeção necessária para conquistar o título. Caso sofra uma queda de rendimento e tenha aproveitamento de 66,7% nas próximas 18 rodadas, o Galo obrigaria os adversários, Flamengo e Palmeiras, a buscar mais que os 75% atuais do Atlético-MG.

Ou seja, se Flamengo e Palmeiras ficarem abaixo dos 75% nos jogos que restam na competição, Atlético-MG precisará de 12 vitórias em 18 jogos para conquistar o título.

Comentários