POLÍCIA ▸ ABUSO

Advogada esfrega carteira no rosto e empurra Policial Militar em Mato Grosso

Um advogada, identificada como T.M.S.P., de 28 anos foi detida suspeita de desacato e interferir numa abordagem policial. O caso ocorreu numa ação de policiais militares de Campo Verde, a 131 km de Cuiabá, quando realizaram a abordagem a dois rapzes numa moto sem farol.  O caso ocorreu na quarta-feira (6).

Consta que  a advogada interfeirui na abordagem e colocou a carteira funcionla da OAB no rosto no policial e em dado momento lhe empurrou.

Na ocasião, foram presos seu irmão, N.S.P. (21), e J.V.M.F.M. (19), por tráfico de drogas.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais estavam em ronda quando viram uma motocicleta com o farol desligado com os dois homens. Devido a atitude suspeita, os policiais monitoraram a dupla e viram quando um deles jogou fora uma sacola com sete porções de maconha.

Durante a abordagem e prisão dos suspeitos, chegou a mulher, T.,  dizendo ser advogada e que iria esfregar a carteira profissional no rosto do policial. Ela foi advertida pelo militar que se fizesse, seria detida por desacado. Não acatando a observação, a mulher além de colocar a carteira no rosto do policial ainda o empurrou. A suspeita foi algemada e encaminhada junto com os dois suspeitos à delegacia.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Comentários