ECONOMIA ▸ PREÇOS

Abates de bovinos caem e os de frangos e suínos sobem no 1º trimestre de 2021

O abate de bovinos caiu e o de suínos e frango cresceu no primeiro trimestre deste ano, mostram dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta terça-feira (8).

Foram abatidos 6,56 milhões de cabeças de bovinos entre janeiro e março de 2021, volume 10,6% menor do que em iguais meses de 2020 e 10,9% inferior do que o 4º trimestre de 2020. Este foi o patamar mais baixo desde o 1° trimestre de 2009.

Em relação aos suínos, foram abatidos 12,62 milhões de cabeças, com altas de 5,7% em relação ao primeiro trimestre de 2020 e de 0,6% frente ao último trimestre 2020. Foi o maior patamar para um 1° trimestre, desde 1997.

No período, foram abatidos ainda 1,57 bilhão de cabeças de frangos, número 3,3% maior que o do mesmo período de 2020 e 0,7% maior na comparação com o 4° trimestre de 2020. É novo recorde para a série histórica, iniciada em 1997.

Já a aquisição de leite cru no primeiro trimestre foi de 6,56 bilhões de litros, aumento de 1,8% em relação ao 1° trimestre de 2020 e redução de 3,5% em comparação com o trimestre imediatamente anterior. Foi a maior captação de leite em um 1° trimestre, desde 1997, superando o recorde anterior, de 2020.

A produção de ovos de galinha, por sua vez, foi de 978,25 milhões de dúzias, novo recorde para um 1º trimestre, desde 1987. Esse resultado foi 0,3% acima do 1º trimestre de 2020 e 1,3% abaixo do trimestre imediatamente anterior.

Comentários