CIDADES ▸ SECA

À procura de água, vaca e bezerro ficam presos na lama de lago que secou em Poconé

Uma vaca e um bezerro ficaram submersos na lama em uma área onde existia um lago, que secou devido ao longo período de estiagem em Poconé, a 103 km de Cuiabá. Os animais estavam presos há mais de 24 horas, segundo testemunhas, e foram retirados nesta segunda-feira (13), após os proprietários serem avisados.

O historiador e jornalista Walney Rosa, que acompanhou o caso, contou ao G1 que os animais têm procurado a região em busca de água.

"Essas áreas eram lugares de banhado, os animais estão procurando água, mas não encontram. Precisamos de chuva para melhorar a situação", explicou.

Segundo Walney, uma equipe do Corpo de Bombeiros que sobrevoava a região devido aos incêndios no Pantanal viu os animais presos e acionaram o Sindicato Rural do município para tentar encontrar os donos.

Um motorista que percorria a área também encontrou a vaca e o bezerro atolados e gravou um vídeo para pedir ajudar à Defesa Civil.

"Mesmo não sendo atribuição do poder público, pelo fato dos animais serem de uma propriedade particular, a equipe da Defesa procurou verificar o problema e logo foi informada que os proprietários já haviam prestado o devido socorro ainda pela manhã", disse.

A área onde os animais foram encontrados fica a cerca de 17 km da área urbana de Poconé, após o Rio Bento Gomes, na Rodovia Professora Chiquinha.

Walney disse que a última vez que casos semelhantes foram registrados na região foi na seca que atingiu o município entre 2011 e 2012.

Comentários