Rodovia em Poconé abandonada pelo Governo espanta turistas e prejudica moradores
Fonte: VG Noticias 10/06/2024 ás 12:48:17 996 visualizações

Ruas esburacadas, matagal tomando conta da rodovia, lixos nas bordas das pontes, recapeamento precário, dessa forma a pescadora Marilda Corrêa descreveu a situação atual da MT-370 e trecho da MT-060 no município de Poconé (a 104 km de Cuiabá), conhecida como Estrada de Porto Cercado. Segundo Marilda, o Governo do Estado comete negligência com a manutenção da estrada.

Após inúmeras denúncias, a equipe do  esteve no local e conversou com moradores da região que mencionaram a dificuldade que estão passando, principalmente aqueles que precisam deixar seus sítios para se deslocar para o centro da cidade, realizar compras e outros afazeres.

Vivendo uma vida humilde em sua propriedade rural, um morador que preferiu não se identificar, expressou a dificuldade de ir para cidade devido aos problemas com “buraqueiras” que cortam o pneu do carro, além das pancadas nas ruas desniveladas que prejudicam a suspensão do veículo. Segundo ele, a estrada obriga um gasto com manutenção que muitas vezes as famílias não têm condição financeira para arcar. 

O morador citou o descaso do serviço prestado pelo Governo do Estado, visto que quando uma empresa assume a obra, apenas alguns buracos são tampados e muita vezes somente com pedra brita, ou seja, um recapeamento que dura apenas poucos dias. “Na estrada tem muito buraco e eles estão tampando só alguns. Então fica difícil e aí pode vir a chuva e danificar ainda mais, causando problemas para nós moradores que dependemos dessa estrada”, desabafou.

Revoltado com a situação precária que se encontra a estrada, o morador ainda relatou outros problemas como o matagal que está dominando a rodovia e acaba prejudicando a visibilidade de animais que atravessam a rodovia principalmente no período noturno, podendo causar acidente, até mesmo tirando a vida do motorista e do animal. Ele ainda reclamou da falta de acostamento que coloca em risco a vida de moradores que transitam de bicicleta.

Garimpo e gado na estrada

Questionado se o fluxo de veículos de carga vindo de garimpos da região também contribui para o desgaste da estrada, o morador enfatizou que sim, pois a estrada não foi feita para tráfego de veículos pesados, e sim veículos de passeio que transitam na região para chegar ao Sesc Pantanal, lugar turístico da cidade.

“O Sesc é um cartão postal do Estado, um lugar bonito. As pessoas veem para passear nas férias, mas hoje infelizmente se deparam com essa situação da estrada”, expressou.

Já a moradora Marilda, disse que mora na região há 10 meses e nesse período nunca ouviu falar que o local passaria por obras. Também inconformada com o abandono da estrada, ela citou o impacto negativo para região turística e para os pequenos comércios, alegando que os buracos, lixo, matagal faz que os turistas repensem a rota de passeio, pois segundo ela, o boato corre de boca em boca de que a estrada está ruim.

Ainda de acordo com a morada, a situação só não está pior pelo fato de não estar chovendo como de costume nesses períodos. “Se tivesse chovendo ia ser pior, as poças poderiam até causar acidente. Ficaria mais complicado”, destacou.

Marilda mencionou a falta de consciência dos proprietários de gado, que não mantém os animais presos e acabam ficando nas estradas. Segundo ela, em frente ao seu portão dormem diversos animais. "Nós temos que tocar toda noite. Tem dias que não tem como entrar na casa, tem que esperar o boi sair", relatou ela.

Licitação parada

A reportagem do  constatou que o Governo publicou no Diário Oficial do Estado (Iomat), abertura de licitação para contratar uma empresa com investimento de quase R$ 18 milhões para execução da restauração da rodovia MT-370, MT-060 e fim da pavimentação em Porto Cercado. O processo licitatório segue aguardando reabertura, o que ainda não foi feito. 

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias