Produtores em MT ligam o sinal de alerta diante seca severa no Pantanal
Fonte: Da Redação 19/06/2024 ás 10:03:04 186 visualizações

A seca severa que castiga o Pantanal vem preocupando o setor produtivo diante do avanço do fogo. Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma já contabiliza 1.269 focos de calor. Nesta semana o governo de Mato Grosso lançou a “Operação Pantanal 2024”, que visa o combate de incêndios florestais na região.

O principal objetivo do governo do estado com a ação é evitar que o fogo destrua o Pantanal como em anos anteriores. A operação, que deveria começar em julho, foi antecipada, em decorrência da situação climática que afeta a região.

O Pantanal em 2024 já registra o maior número de focos de incêndio para um mês de junho de toda a série histórica do Inpe, iniciada em 1998. Já são 1.269 focos de calor contabilizados no bioma. No mesmo período do ano passado haviam sido registrados 45 focos.

MT SUSTENTÁVEL

Técnicas de adubação podem impulsionar em cerca de 30% estoque de carbono em pastagens

Os municípios mais atingidos pelo fogo no Pantanal são Poconé e Cáceres. O Sindicato Rural de Poconé, além de orientar os produtores rurais, vem atuando juntamente com o Corpo de Bombeiros, Ibama e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) no combate ao fogo. De acordo com o diretor do Sindicato, Ricardo Figueiredo de Arruda, além de destruir a vegetação, as chamas já atingem as propriedades rurais.

“Sabemos que estamos apenas no início do período da seca e que essa situação pode se agravar com o avanço da estação no estado. E esse ano em específico, que nós tivemos uma situação de chuvas muito instáveis, com índices pluviométricos abaixo do esperado em algumas regiões, o Pantanal não encheu. Então, isso certamente dificulta ainda mais e trará uma probabilidade de ocorrência maior desses incêndios florestais. O que é um risco para toda a sociedade”, pontua ao Canal Rural Mato Grosso.

Além do Pantanal mato-grossense, a estiagem e o tempo seco também prejudicam outras regiões do estado e até as lavouras.

Em Diamantino uma plantação de milho foi tomada pelo fogo recentemente. Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou após uma carreta carregada com algodão pegar fogo. As chamas rapidamente atingiram a área semeada com o cereal ainda para ser colhido.

Os números do Inpe mostram ainda que Mato Grosso é o estado com o maior número de focos de calor no país, com mais de 7,5 mil ocorrências desde o início do ano. O número representa um aumento de 60% em comparação ao mesmo período em 2023.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias