Avallone afirma que PSDB libera Faissal Calil apenas em 2026: só no final do mandato
Fonte: Da Redação 02/05/2024 ás 07:48:56 1165 visualizações

O presidente do PSDB em Mato Grosso, Carlos Avallone, afirmou que vai liberar o deputado estadual Faissal Calil (Cidadania) apenas na janela partidária, em 2026. Faissal pediu a carta de anuência para se filiar ao PL. O presidente do Cidadania, Marco Marrafon, autorizou a desfiliação. No entanto, Avallone, resiste. Por estar na sigla que compõem feaderação com os tucanos, caso saia, Calil pode perder o mandato por infidelidade partidária. 

Mesmo com a restrição política e com Carlos Avallone se posicionando como pré-candidato à Prefeitura de Cuiabá, Faissal ignora os interesses do grupo e está cada vez mais próximo ao PL, inclusive, atuando como coordenador da pré-candidatura de Abilio Brunini (PL), que pleiteia o mesmo cargo que Avallone. O presidente do PSDB justifica que Faissal tinha conhecimento que o Cidadania era simpático à esquerda ao se filiar e precisa seguir a risca a legislação. 

"O Cidadania tem uma origem de esquerda mesmo, vem do PCB que depois virou PPS e por último Cidadania. O PSDB não, ele não vem dessa esquerda, mas de outra formação, a social democrata. Ele veio para o Cidadania sabendo que era mais de esquerda. Agora ele está dizendo que é de direita e que vai para lá (o PL) pois está em um partido de esquerda. Tudo bem, mas só no final do mandato. Na hora que (a lei) permitir que ele saia, ele sai", falou Carlos Avallone à Rádio Cultura. 

MARRAFON NÃO "SEGURA"

O presidente do PSDB disse que Marco Marrafon é menos apegado as regras e voltado ao comprometimento com o grupo. Por isso, segundo ele, liberou o deputado estadual Diego Guimarães e a vereadora por Cuiabá Maysa Leão para se filiarem ao Republicanos. 

"O Marrafon não gosta de segurar. Se o cara não quer ficar, sai. Não que ele falou isso para o Faissal. O Faisal procurou ele, como o Diego procurou e ele autorizou o Diego a sair. Como a Maysa o procurou e ele a autorizou a sair. Mas não havia federação, ele autrizou pelo Cidadania", destacou.

PODER DE VETO

Porém, conjugados na federação, a opinião de Avallone tem poder de veto e o presidente do PSDB é contrário a saída de Faissal. 

"Só no Cidadania, a decisão é só do Marrafon. Mas agora a decisão não é só dele. Para ele (Faissal Calil) não ter saído ainda é porque já fez um estudo prévio, como o bom advogado que é, e sabe que corre risco se ele sair. Eu não dei autorização até hoje para sair", finalizou Carlos Avallone.  

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias