POLÍTICA

DEBATES

18/04/2017 às 00:58:48 Enviar Imprimir
Taques vai a Brasília com governadores para arredondar debate da Previdência
O envolvimento dos estados na discussão do novo formato da Previdência Social deve registrar um novo capítulo, nos próximos 10 dias, com reunião dos governadores com a equipe econômica do presidente Michel Temer (PMDB) e as bancadas que lideram a discussão, no Congresso Nacional. A expectativa foi confirmada pelo governador José Pedro Taques (PSDB), nesta segunda-feira (15), após participar da cerimônia de posse da nova direção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
 
“Estamos buscando marcar a reunião ampliada com os governadores, mas, sim, existe dificuldade de agenda. Creio que ocorrerá nos próximos 10 dias, sim”, afirmou Pedro Taques, para a reportagem do Olhar Direto.

A discussão originária do Fórum Brasil Central de Governadores chegou a todos os estados, porque a questão previdenciária é uma bomba prestes a explodir. A previsão inicial era de que a reunião acontecesse até a próxima quinta-feira (20), mas foi prorrogado para até a quarta-feira da próxima semana, dia 25.  
“A Previdência dos estados foi desvinculada, mas tem movimento nacional para voltar à unificação. É um problema de todos”, ponderou Taques.
 
Os estados acumulam déficits bilionários com a Previdência Social. Mato Grosso vai registrar mais de R$ 750 milhões de déficit, neste ano, enquanto a projeção para 2018 é de quase R$ 1 bilhão, se nada for feito.
 
O governador de Goiás, Marconi Perillo,  coordenador do Fórum Brasil Central, citou que o seu Estado terá déficit de quase R$ 2 bilhões, neste ano, com a Previdência. “Não dá pra continuar assim, porque, senão, no futuro, os aposentadores não receberão o que têm direito; nem os servidores públicos receberão seus salários”, pontou Perillo, durante a última reunião do Fórum Brasil Central, no Cenarium Rural, em Cuiabá.
 
O presidente do Congresso, senador alagoano Renan Calheiros (PMDB), já se comprometeu em facilitar a discussão com os governadores, tanto na Câmara dos Deputados e Senado da República. Um detalhe interessante é que o filho de Renan é governador do Estado de Alagoas: Renan Calheiros Filho (PMDB).


COMENTÁRIOS