CIDADES

UNIDADE MÓVEL

08/01/2017 às 22:47:48 Enviar Imprimir
Samu presta mais de 15 mil socorros em 9 meses; Poconé tem 511 Ocorrências
Mais de 80 pessoas são atendidas por dia pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Mato Grosso. Entre janeiro e setembro deste ano, ao todo, foram 15,13 mil procedimentos de socorro efetuados pelas equipes do serviço, sendo que destes, 9,22 mil foram realizados somente em Cuiabá, o que representa mais da metade do total de atendimentos (61%) e cerca de 50 atendimentos dia.

Com 5,18 mil casos registrados (81%), as emergências clínicas lideram o ranking quando se trata da natureza do atendimento, seguida das ocorrências psiquiátricas (575), ginecológicas (473) e pediátricas (141). Com 2,41 mil atendimentos, abril foi o mês em que foi realizado o maior número de procedimentos pelo Samu, seguido pelos meses de julho (2,23 mil) e março (2,20 mil). Por sua vez, fevereiro foi o mês com menos ocorrências (1,98 mil).

 

 Atualmente, existem 15 bases do serviço de urgência no Estado, distribuídas em apenas nove municípios. Cinco destas bases estão instaladas na capital e três em Várzea Grande, o que mostra que o serviço está concentrado na Grande Cuiabá. De todos os atendimentos realizados nos setes primeiros meses deste ano, mais de 9 mil foram destinados a ocorrências na Capital e 4,17 mil em Várzea Grande.

 

A proporção de atendimentos foi bem menor nas cidades de Juína (1,09 mil), Poconé (511), Colniza (356), Chapada dos Guimarães (330), Brasnorte (217), Aripuanã (165) e Cotriguaçu (115), onde também existem bases do Samu em funcionamento, segundo o superintendente Herlandreson Gomes Gonçalves.


Atualmente, o Samu atende a região metropolitana de Cuiabá com um total de 10 ambulâncias, sendo: oito em Cuiabá-Várzea Grande, uma em Poconé e uma na cidade de Chapada dos Guimarães, que realizam em média 2,4 mil atendimentos por mês.

 

A Capital Cuiabá é responsável ainda pela regulação dos atendimentos de outros cinco municípios, sendo eles Aripuanã, Brasnorte, Colniza, Cotriguaçu e Juína.

 

Motolâncias 

Desde que voltaram a circular pelas ruas de Cuiabá e Várzea Grande, as motolâncias já começam a dar resultados, agilizando os atendimentos solicitados pelo 192, do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu). Funcionando em dias alternados, o Grupo Motolância Atendimento de Urgência (GMAU) realizou 23 atendimentos em cinco dias. Atualmente, são três motolâncias, sendo duas na ativa e uma de reserva.

 

Dos 23 atendimentos, a maioria foi de emergências clínicas, com 12 casos (52%); seguido de acidentes motociclísticos, com seis casos (26%); quedas de nível, quatro registros (17%); e dois atropelamentos (5%). O Herlandreson Gomes Gonçalves, explicou que o tempo de resposta com a motolância em horários de pico do trânsito tem sido essencial no atendimento das vítimas. "Reduzindo o tempo de resposta nós estaremos privilegiando a "hora ouro", que é a hora que o paciente ou a vítima tem que estar em uma unidade hospitalar, e também o "minuto diamante", que são aqueles cinco ou seis minutos após o acidente, para que a pessoa já receba o atendimento".



COMENTÁRIOS