ESPORTES

LIBERTADORES

10/04/2017 às 07:38:45 Enviar Imprimir
Pressão e força ofensiva são trunfos do Galo contra fragilidade do Sport Boys
Passada a primeira fase do Mineiro, o Atlético-MG retoma atenção total para a Taça Libertadores. No final de semana, todos os titulares - que já treinam desde a semana passada para o duelo contra o Sport Boys, da Bolívia - foram poupados. Será o segundo compromisso do Galo na competição continental. Nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Independência, a conhecida pressão no Horto e a força ofensiva do Galo serão fundamentais contra a defesa rival.

A fragilidade defensiva do Sport Boys será um ponto a ser explorado pelo time alvinegro. Em 11 jogos nesta temporada, a equipe boliviana sofreu 25 gols – uma média alta de 2,27 por partida. Na estreia da Libertadores, contra o Libertad-PAR, em casa, isso ficou evidente no empate por 3 a 3.

Gol cedo

Para dar tranquilidade ao Atlético-MG neste primeiro jogo em casa pela Libertadores, nada melhor do que um gol cedo. Foi esta a receita do Galo na edição passada. Nas três partidas da fase grupos em 2016, o time alvinegro já estava vencendo antes dos 10 minutos. Contra o Independiente del Valle, Pratto abriu o placar aos quatro minutos. Contra o Colo-Colo, Cazares fez o primeiro logo no primeiro minuto. No último jogo da primeira fase, diante do Melgar, Tiago e Robinho fizeram 2 a 0 antes dos dez minutos.

Melhor ataque do Campeonato Mineiro, com 26 gols marcados na primeira fase, o time precisará produzir muito mais do que na estreia na Libertadores. Em Mendoza, no empate por 1 a 1 com o Godoy Cruz, a equipe criou pouca chances e finalizou apenas uma vez no alvo, justamente no gol de Fred, em cobrança de pênalti.


COMENTÁRIOS