POLÍTICA

INVESTIGAÇÃO

11/01/2017 às 11:22:47 Enviar Imprimir
PF apresenta recibos e emails sobre venda de vaga do TCE por ex-conselheiro à Sérgio Ricardo
Provas obtidas pelos agentes da Polícia Federal, no âmbito da “Operação Ararath”, dão conta de que filhos do ex-Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Alencar Soares, teriam recebido valores correspondentes à suposta “venda” da vaga ao seu sucessor, o então deputado Estadual, Sérgio Ricardo. O preço da cadeira: R$ 12 milhões. Deste valor, R$ 4 milhões já haviam sido quitados mediante depósitos feitos pelo empresário e delator Júnior Mendonça e pela empresa Global Fomento Ltda. 

Por conta das provas elencadas, o Ministério Público (MP) solicitou o afastamento imediato do atual Conselheiro, Sérgio Ricardo, o que foi acatado nesta terça-feira (10) pelo magistrado da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular, Luís Aparecido Bertolucci Júnior.

De acordo com a PF, e-mails contendo informações pertinentes à suposta fraude foram trocados entre o filho de Alencar Soares, Leonardo Valoes Soares, e o empresário Júnior Mendonça. Em um deles, enviado por Leonardo em 16 de março de 2010, três contas correntes são indicadas ao empresário, uma pessoal, outra em nome de seu irmão, Leandro Valoes Soares, e outra em nome de Alexandre de Freitas Bezerra. 

Conforme explicaria Leonardo Soares, na mensagem, ele deveria receber R$ 38 mil no dia 19 de março, seu irmão, Leandro, R$ 12 mil no mesmo dia e, por fim, Alexandre Bezerra, R$ 50 mil, no dia 22 daquele mês. Veja abaixo os anexos obtidos pelo site MídiaNews.
 


COMENTÁRIOS