MUNDO

DADOS

15/03/2017 às 00:18:55 Enviar Imprimir
Emissora dos EUA exibe dados de imposto de renda de 2005 de Donald Trump
A apresentadora da MSNBC Rachel Maddow exibiu nesta terça-feira (14) dados da declaração de imposto de renda do presidente Donald Trump no ano de 2005. Ela apresentou duas páginas da declaração ao vivo em um programa transmitido às 22 horas (horário de Brasília).

De acordo com a agência de notícias Reuters, em resposta à MSNBC a Casa Branca divulgou antes do programa que Trump pagou US$ 38 milhões de impostos sobre uma renda de US$ 150 milhões. A Casa Branca não divulgou nenhum documento que comprove os números, segundo a Reuters.
Em um comunicado, a Casa Branca afirmou que a imprensa divulgar esses dados seria ilegal. "Você sabe que está desesperado por audiência quando está disposto a violar a lei para empurrar uma história sobre duas páginas de uma declaração de imposto de mais de duas décadas", dizia o comunicado, segundo a Associated Press.

Segundo Maddow, os dados foram obtidos pelo jornalista David Cay Johnston, um ex-repórter do "The New York Times" e fundador do site DCReport.org, que disse ter recebido as duas páginas do documento de forma anônima pelos correio. Johnson ganhou um prêmio Pulitzer de jornalismo em 2001 por matérias sobre lacunas e desigualdades no código tributário dos EUA e há décadas investiga os negócios de Trump.

As declarações de impostos se tornaram um grande tema da campanha eleitoral do ano passado, pois Trump se negou a divulgar as suas, como costumam fazer os candidatos voluntariamente. Embora não seja obrigatório revelar suas finanças, ele foi o primeiro a se recusar a fazer isso desde a década de 1970, sob a alegação de que estava sob auditoria. Especialistas, no entanto, afirmaram que isso não o impediria de divulgar os documentos.

O jornal "New York Times" divulgou, antes da eleição, parte do seu imposto de renda de 1995 e estimou que Trump provavelmente não pagou impostos por vários anos. Ele não negou a reportagem. Mais tarde, em um debate com Hillary Clinton, ele disse que tinha “usado brilhantemente” o sistema fiscal norte-americano a seu favor.

Uma petição no site da Casa Branca pedindo que o presidente divulgue suas declarações de imposto de renda foi assinada por mais de 1 milhão de pessoas, mas não foi respondida oficialmente pela administração.


COMENTÁRIOS