POLÍCIA

DESCASO

11/09/2017 às 07:59:27 Enviar Imprimir
Corpo de marido de ex-vereadora assassinado é liberado após ficar retido

O corpo do produtor rural Aloísio da Silva, de 56 anos, marido da ex-vereadora de Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá, Terezinha Rios Pedrosa, de 55 anos, foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá neste domingo (10). Ele e a mulher foram assassinados no sítio deles, nessa semana. O corpo da vítima estava retido no IML desde quinta-feira (7) por falta de equipamentos para a realização de exames.

Segundo a família da vítima, uma cerimônia será feita às 16h no Cemitério Municipal de Nossa Senhora do Livramento. Em seguida, o corpo do morador será enterrado no local. O corpo de Terezinha foi enterrado no sábado (9) no mesmo cemitério.

Aloísio e a mulher foram encontrados mortos no sítio deles na Gleba União, conhecida como Mata Cavalo, naquele município. O casal tira perfurações de bala pelo corpo e foi encontrado em avançado estado de decomposição.

Para a liberação, segundo o IML, o corpo de Aloísio deveria passar por um exame de Raio-X. Porém, falta o aparelho que realiza o teste na unidade de Cuiabá. De acordo com a família, o procedimento foi finalmente feito e o corpo foi liberado pelo instituto.

Segundo o delegado da Polícia Civil de Nossa Senhora do Livramento, Adalberto de Oliveira, os corpos foram encontrados em estado avançado de decomposição. A suspeita é que o casal tenha sido morto na quarta-feira (6), ainda pela manhã. Foi nesse horário que um dos vizinhos ouviu disparos na propriedade de Terezinha.

Terezinha era considerada uma figura de liderança da agricultura familiar de Nossa Senhora do Livramento, além de defensora das causas agrárias. Ela também já foi candidata a prefeita no município e ocupou cargo de secretária na Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Agricultura Familiar.



COMENTÁRIOS