ECONOMIA

AUMENTO

30/08/2017 às 23:57:16 Enviar Imprimir
Caderneta de poupança deve passar a render menos a partir de 7 de setembro
Os depósitos em poupança feitos a partir de maio de 2012 podem passar a ter rendimento menor a partir de 7 de setembro se a expectativa do mercado financeiro se confirmar e o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, reduzir os juros abaixo de 8,5% em sua próxima reunião, na semana que vem.

Uma regra em vigor desde maio de 2012 prevê um corte nos rendimentos da poupança quando os juros básicos da economia, a chamada taxa Selic, caem abaixo de 8,5%. Nessa situação, a correção anual das cadernetas fica limitada a um percentual equivalente a 70% da Selic, mais a Taxa Referencial, calculada pelo BC. (veja mais abaixo neste texto).

Hoje, os juros básicos estão em 9,25% ao ano. A previsão do mercado financeiro é que o Copom mantenha o ritmo de corte de 1 ponto percentual das reuniões anteriores e baixe a Selic a 8,25% no próximo dia 6.

Se isso acontecer, a partir do dia 7 de setembro a regra de corte de rendimentos começaria a valer e a correção da poupança passaria a ser de 70% de 8,25%, o equivalente a 5,77%, mais Taxa Referencial.

O rendimento da poupança pode ficar ainda menor caso o Copom promova novos cortes na Selic nos próximos meses - analistas consultados pelo BC estimam que os juros básicos terminem 2017 em 7,25% ao ano.

A regra atinge apenas depósitos feitos em contas poupança a partir de 4 de maio de 2012. No fim do ano passado, dado mais recente, o país tinha mais de 148 milhões de contas poupança ativas, que concentravam R$ 658 bilhões. Em julho deste ano, o valor já havia subido para R$ 681 bilhões.


COMENTÁRIOS