POLÍCIA ▸ EFEITO CUSTÓDIA

Solto há três meses, morador de Mato Grosso mata professora no Pará

Um morador de Guarantã do Norte (711 km de Cuiabá), identificado como Lucas, 22 anos, foi detido dentro de um ônibus após assassinar uma professora na cidade de Castelo de Sonho, no estado do Pará (920 km desta capital), durante uma tentativa de assalto. De acordo com informações Lucas, cometeu o latrocínio na última segunda-feira (21) e tentou retornar a Mato Grosso, quando foi preso.

Conforme consta no boletim de ocorrência, a vítima Amada Elisete da Costa, 30 anos, teve a casa invadida e foi esfaqueada diversas vezes. Além disso, teve o pescoço cortado. 

Informações publicadas pelo site “Folha do Progresso” apontam que a vítima recebeu 30 facadas e teve o corpo encontrado pelo marido. Já o suspeito, Lucas, foi capturado próximo a Serra do Cachimbo quando tentava retornar ao Mato Grosso.

Com a brutalidade do crime, o delegado do Estado do Pará solicitou a transferência do suspeito para cadeia de Novo Progresso (PA). A transferência ocorreu diante do risco de linchamento do assassino, já que o crime chocou a população.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e reacende o debate sobre as audiências de custódia. Segundo as informações, o suspeito do latrocínio no estado vizinho teria sido solto há pouco mais de três meses em uma audiência de custódia, depois de cometer um assalto em Guarantã do Norte. 

O assalto teria ocorrido no bairro Jardim Aeroporto, no qual a vítima ficou ferida com um tiro na perna.

Comentários