ESPORTES ▸ AMISTOSO

Sete vagas, vários candidatos: as dúvidas de Tite antes da convocação final da Copa

Faltam aproximadamente dois meses para Tite anunciar os 23 jogadores que vão representar o Brasil na Copa do Mundo da Rússia. A convocação está prevista para a primeira quinzena de maio. Mas o treinador ainda tem dúvidas, há sete vagas abertas. Falta definir um goleiro, dois laterais, um zagueiro, um meia, um atacante e uma vaga que pode servir para atender necessidades específicas.

Tite já confirmou 16 dos 23 convocados para o Mundial. Terá agora dois amistosos - contra Rússia e Alemanha - e seis treinos para realizar as últimas observações. Para esses compromissos no fim de março, o treinador chamou 25 jogadores. Dentre os já garantidos, apenas Neymar, lesionado, ficou fora. Ou seja: dez nomes serão observados de perto pela comissão técnica. Presentes na lista, o lateral Filipe Luís, o volante Fred e o atacante Douglas Costa parecem ter encaminhado sua vaga na Copa. Outras posições estão mais abertas.

GOLEIROS
Cássio (Corinthians)
Neto (Valencia)
Alisson e Ederson estão garantidos na Copa, mas a vaga de terceiro goleiro segue aberta. Cássio parecia quase lá, até pela relação de confiança e conquistas com Tite. Mas a convocação de Neto para os amistosos de março, sua primeira sob o comando do atual treinador, deixou claro que a dúvida existe.

LATERAIS
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Fagner (Corinthians)
Alex Sandro (Juventus)
Danilo (Manchester City)
Das quatro vagas, apenas duas estão preenchidas: Marcelo e Daniel Alves. Logo, Tite tem uma dúvida em cada lado. Filipe Luís é quem parece estar mais perto da vaga. Presente em oito das dez convocações do treinador, o lateral volta a ser convocado depois da lesão que o afastou dos gramados na virada do ano. Já Alex Sandro corre por fora naquela que é a posição que mais incomoda Tite: ele já repetiu várias vezes que será injusto com quem não for escolhido.

ATACANTES
Douglas Costa (Juventus)
Willian José (Real Sociedad)
Taison (Shakhtar Donetsk)
Diego Souza (São Paulo)
Isso porque não seria surpresa se Tite deixasse de levar um meia para levar mais um atacante. No caso um camisa 9 clássico, como Willian José. O atacante da Real Sociedad estava na mira da comissão técnica e foi convocado pela primeira vez pelo treinador para os amistosos contra Rússia e Alemanha. Diego Souza, que vinha sendo chamado, não vive boa fase no São Paulo. Além disso, nem sempre tem atuado como centroavante.

Comentários