Receita Federal fecha o cerco contra 156 empresas por irregularidades no IR em MT

A Receita Federal autuou 156 empresas em Mato Grosso por irregualaridades no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 2014. No país, foi constatado esse tipo de irregularidade em 5.241 empresas. 

Pegas na Malha Fiscal, também conhecida como Malha Fina, as empresas autuadas em Mato Grosso terão que pagar R$ 28,22 milhões à Receita. Esse valor inclui o tributo devido, somado com juros de mora e multa de ofício de 75%.

Neste mês serão notificadas as empresas com débitos de 2015, sendo 332 em Mato Grosso e 14 mil no país. Apenas em valores brutos, sem os juros, as empresas do estado notificadas devem R$ 28,55 milhões. 

O demonstrativo das inconsistências, bem como as orientações para a autorregularização, constarão na carta a ser enviada ao endereço cadastral constante do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e na caixa postal dos contribuintes. A caixa postal pode ser acessada no site eletrônico da RFB, no portal e-CAC.

Comentários