ECONOMIA ▸ DISPUTA

Quatro empresas e um consórcio disputarão leilão da Rodovia de Integração do Sul

Quatro empresas e um consórcio disputarão nesta quinta-feira (1) o leilão da rodovia BR 101/290/386/448, conhecida como Rodovia de Integração do Sul (RIS), informou uma fonte do governo ao G1.

Nesta quarta-feira (31), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que “não houve proponente com garantia de proposta não aceita”.

Disputarão o leilão o Consórcio de Integração do Sul; CCR; Ecorodovias; a espanhola Sacyr e o fundo de investimento Pátria. A disputa será realizada às 10h, na sede da B3, antiga BM&FBovespa.

O trecho rodoviário que será concedido tem 473,4 quilômetros. Essa será a primeira rodovia concedida pelo governo do presidente Michel Temer. A RIS faz parte dos projetos do Programa de Parceria de Investimentos (PPI).

O edital prevê que a concessionária que vencer a disputa terá que investir R$ 7,8 bilhões no período de 30 anos.

Tarifa-teto
O edital prevê uma tarifa-teto de R$ 7,24, vencerá o leilão quem ofertar o maior desconto em cima desse valor de pedágio.

Segundo as regras do leilão, os grupos que ofertarem deságios acima de 10%, ou seja, oferecerem uma tarifa abaixo de R$ 6,516, terão que apresentar um capital social adicional.

Esse mecanismo tem como objetivo garantir que as empresas que disputarem o leilão não façam lances irresponsáveis, que podem prejudicar a capacidade de investimentos na rodovia.

Comentários