MUNDO ▸ AJUDA

Prostituta de luxo julgada na Tailândia pede ajuda de Washington

Uma prostituta de luxo bielo-russa julgada nesta terça-feira (17) na Tailândia pediu ajuda a Washington, alegando temer ser expulsa para a Rússia depois de suas ameaças de revelar o papel de Moscou na eleição presidencial americana.

"Não voltaremos para a Rússia, porque iniciaram um novo processo contra nós", disse à AFP Anastasia Vashukevich, ao chegar ao tribunal em um carro da polícia.

Anastasia Vashukevich, que também é modelo, ficou mais conhecida como Nastia Rybka. Ela captou a atenção da imprensa internacional, depois de publicar um vídeo no Instagram, oferecendo revelações aos jornalistas americanos.

"Tentam nos colocar na cadeia. Por isso, estou pronta para revelar as peças que faltam do quebra-cabeças (...) sobre as eleições americanas", disse neste vídeo.

A jovem foi detida no final de fevereiro com um grupo de outros nove estrangeiros que organizavam cursos de "formação sexual" na estação balneária de Pattaya, na Tailândia.

Comentários