CIDADES ▸ TURISMO

Projeto Explore MT promete fomentar o turismo em Mato Grosso

No intuito de apresentar ao mundo as belezas naturais e a diversidade cultural de Mato Grosso e fomentar o turismo no estado o vereador de Cuiabá Felipe Wellaton (PV) lança o Explore MT, nesta quarta-feira (09/05), dia em que o estado comemora os seus 270 anos de fundação.

 Durante duas semanas, em janeiro deste ano, Wellaton percorreu mais de 5 mil quilômetros em Mato Grosso. Além de contemplar os três biomas do estado, Pantanal, Amazônia e Cerrado, o roteiro do Explore MT agraciou três aldeias indígenas em Campo Novo do Parecis.

 “Assim como o próprio nome já revela, o Explore MT é o resultado do meu sonho de descobrir e estudar as regiões de Mato Grosso. Há algum tempo eu me perguntei porque viajar o mundo se em Mato Grosso há um continente a ser explorado?” Senti o desejo de conhecer a imensidão desse estado muito além das fotografias, vídeos e relatos”, conta Felipe Wellaton.

 Wellaton saiu de Cuiabá e foi para Cáceres, uma das portas de entrada para o Pantanal mato-grossense. De lá seguiu para a histórica Vila Bela da Santíssima Trindade. Nova Lacerda foi o terceiro destino. Os índios das aldeias Wazare, Quatro Cachoeiras e Utiariti fizeram as honras da casa e apresentaram as belezas de Campo Novo do Parecis. A Amazônia começou a ser contemplada em São José do Rio Claro, seguindo por Alta Floresta e Peixoto de Azevedo. Depois disso, Wellaton cruzou o Xingu chegando à região Araguaia onde visitou Nova Xavantina e Barra do Garças. 

 Todo esse percurso foi registrado e o resultado dessa expedição deu origem ao documentário Explore MT. São mais de 60 horas de gravação que serão editadas e transformadas em vários vídeos. Wellaton reforça que o objetivo desses vídeos é gerar nos mato-grossenses e em turistas brasileiros e estrangeiros o desejo de conhecer Mato Grosso.

 “O turismo é a economia verde, uma verdadeira indústria sem chaminé. Além de abrir novos postos de emprego, permitir o aumento da renda dos moradores, movimentar o comércio e girar economia local, a atividade turística traz consigo investimentos em infraestrutura, transporte e oportunidades de qualificação para os trabalhadores. E o mais importante, para que o ecoturismo seja forte, nossas fauna e flora e águas precisam estar preservadas”.

Esta é a primeira parte do Explore MT. Segundo o vereador, mais cidades mato-grossenses, como Poconé, Nobres, Jaciara, Chapada dos Guimarães entre outras, serão percorridas para dar continuidade ao projeto.

 “Mato Grosso é continental, é impossível passar por todos os pontos importantes em apenas quinze dias de estrada. Ainda temos muito mais para descobrir em nosso estado”.

Comentários