CIDADES ▸ CAPÃO DE ANGICO

Prefeito e secretários vistoriam serviços de recuperação em estrada

Na manhã deste domingo (14/04), o prefeito Tatá Amaral (PR), acompanhado dos secretários municipais, Ney Rondon (Infraestrutura), Danielle Assis (Meio Ambiente) e Amaral Júnior (Desenvolvimento Urbano e Econômico) esteve avaliando “in loco” o andamento do trabalho de recuperação, feitos pela mineradora CPM (Cia de Processamento Mineral e Participação S.A), na estrada de acesso a comunidade Capão de Angico, localizada na zona rural do município de Poconé (104 km de Cuiabá).

A empresa fica instalada as margens da estrada e, segundo algumas reclamações, a mesma vem sofrendo danos com a formação de grandes atoleiros, dos quais, aumentaram, consideravelmente, com a chegada do período chuvoso e muitos que passam por ali acreditam que o extrativismo mineral seja o principal causador desse transtorno.

Além da comunidade Capão de Angico, essa estrada também dá acesso aos assentamentos Beija-flor e Lambari, e é utilizada por fazendeiros e demais sitiantes. Há dias, o Poder Público Municipal, juntamente com a comunidade, vem cobrando a tomada de medidas necessárias para amenizar a situação e os impactos causados na estrada.

Durante esta madrugada, o trabalho consistiu na colocação de aterro/cascalho para cobrir os lamaçais/atoleiros que se formaram nos últimos dias. O gerente de Projetos e Implantação da mineradora CPM (Cia de Processamento Mineral e Participação S.A), Vander Morais, e um grupo de moradores da localidade, dentre eles, o presidente da associação, João Celestino (Jango), também acompanharam as ações.

O prefeito Tatá Amaral esclareceu que o Poder Público Municipal nunca esteve omisso a essa situação e cobrou rapidez na recuperação da estrada, bem como, pediu que a mesma fosse feita com qualidade para não causar mais transtornos aos que trafegam por ela.

"Sabemos que são ações emergenciais e em caráter intensivo, visando devolver condições adequadas de circulação às estradas, porém, cobramos a realização de um bom serviço, já que por aqui ocorre, o escoamento das safras agrícolas, de material de construção (tijolos) e também o transporte escolar”, explicou o prefeito Tatá Amaral.

Entre diretos e indiretos, a Mineradora CPM tem previsão de gerar, aproximadamente, 250 empregos, e também tem proposta de firmar parcerias com a Prefeitura Municipal para oferecer cursos de capacitação profissional que visem proporcionar a futura contratação de 100% (cem por centro) de toda a mão de obra dentro do município.

Galeria de Fotos

Todos os Direitos reservados a Poconet Notícias.

Comentários