POLÍCIA ▸ CASO DEFENSOR

Polícia Civil realiza busca e apreensão em residência na cidade de Poconé

A Polícia Civil do Estado de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Polícia de Poconé, 3º DP de VG, 1º DP de VG e GOE, cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma residência no município de Poconé.

O mandado de busca foi deferido pelo juízo da Comarca de Poconé. Policiais Civis investigam ligações de algumas pessoas com um crime ocorrido há cerca de 2 semanas, onde a residência de um defensor público foi alvo de ataques.

A residência do defensor público que atua na cidade de Poconé foi atingida por vários tiros, que deixaram marcas no portão. Ninguém se feriu. A Polícia Civil suspeita que o ataque seja em represália a uma ação judicial feita pelo defensor.

Segundo informações da ocorrência, o defensor relatou ter ouvido os disparos por volta das 21h, momento que havia acabado de entrar em casa, no entanto acreditou ter sido “estalos” gerados por motocicleta.

No dia seguinte, ao sair para trabalhar o defensor encontrou projéteis balísticos e buracos no portão de sua casa e só então percebeu que os barulhos eram tiros. Imediatamente ele foi até a delegacia de Polícia Civil registrar a ocorrência e contou ter visto entre 5 e 6 marcas de tiros no portão.

Proteção Policial:

A Administração Superior da Defensoria Pública de Mato Grosso solicitou ao governador Pedro Taques e ao secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, que concedam segurança para o defensor público que atua na comarca de Poconé, João Vicente.

“Eu não recebi ameaças, nem tenho inimigos identificados, mas suspeito de algumas situações que prefiro não comentar agora, prefiro aguardar as investigações. Mas não me sinto seguro na cidade depois desse evento e sem saber de onde veio a agressão”, declarou o defensor.

Todos os Direitos reservados a Poconet Notícias.

Comentários