ECONOMIA ▸ HACKER

Novo Programa de Windows é usado para atacar sistemas da Apple com macOS

Analistas de vírus da Trend Micro descobriram um novo ataque em que criminosos virtuais estão utilizando um programa formatado para Microsoft Windows (arquivo do tipo ".exe") para atacar computadores com macOS, o sistema usado pela Apple em MacBooks e iMacs.

Programas de Windows e macOS são normalmente incompatíveis, mas o vírus utiliza um "instalador" que viabiliza a compatibilidade usando a tecnologia Mono.

A Mono é uma plataforma que permite executar programas do .NET, uma tecnologia do Windows, em outros sistemas operacionais, como macOS e Linux.

O vírus encontrado pela Trend Micro vem em um instalador que extrai o Mono e depois o utiliza para executar o programa de Windows. Essa forma de ataque é considerada inédita e não se sabe ao certo qual a verdadeira intenção dos malfeitores.

Embora seja um programa válido para Windows, o vírus funciona apenas no macOS e exibe um erro quando executado no sistema da Microsoft. Isso, segundo os especialistas, é um indício de que o objetivo dos criminosos era camuflar o programa e burlar as medidas adotadas pela Apple para coibir a disseminação de programas maliciosos.

macOS inclui diver
O vírus é distribuído em sites de Torrent e ofertado como versão pirata de alguns programas. Uma vez iniciado, ele executa o programa de Windows que ele traz dentro de si, que então reúne certas informações do sistema para transmiti-las a um sistema de controle remoto dos criminosos.

Em seguida, é feita uma tentativa de instalação de programas indesejados que podem exibir propagandas ou realizar outras atividades indesejadas no computador.

A Trend Micro diz que continuará investigando o uso dessa técnica por cibercriminosos, mas recomenda que usuários evitem o download de programas em de sites ou fontes não verificadas.

Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com

Comentários