MUNDO ▸ POSSE

Nicolás Maduro toma posse para seu segundo mandato na Venezuela

Começou em Caracas a cerimônia em que Nicolás Maduro presta juramento para seu segundo mandato na presidência na Venezuela. A cerimônia é conduzida pelo Supremo venezuelano, porque a Assembleia Nacional, que é dominada pela oposição, não reconhece a legitimidade da sua reeleição. Ele deve ficar no poder até 2025.

Caracas e outras cidades do país amanheceram com agentes da Força Armada Nacional nas ruas, de acordo com o jornal “El Universal”. Na capital, há reforço de segurança no entorno da sede do Supremo e em estações de metrô.

Os apoiadores do presidente estão concentrados em diversos pontos no centro da capital venezuelana para presenciar o evento, como mostrou a Telesur, TV multiestatal com sede na Venezuela. De acordo com a agência Reuters, ativistas da oposição convocaram protestos para esta quinta-feira.

A oposição política venezuelana e diversos países, entre eles os EUA, o Canadá, e os membros do Grupo de Lima, do qual o Brasil faz parte, não reconhecem a legitimidade do novo mandato de Maduro. A maioria dos países latino-americanos, incluindo o Brasil, os EUA e a União Europeia não enviaram nenhum representante para a posse.

ANÁLISE: O que esperar do novo mandato de Nicolás Maduro?

Por outro lado estão presentes os líderes da Bolívia, Evo Morales; da Nicarágua, Daniel Ortega; de Cuba, Miguel Díaz-Canel e de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén. No Brasil, a deputada federal eleita e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, confirmou sua presença.

Comentários