MUNDO ▸ CRISE

Nicolás Maduro diz estar disposto a conversar com Juan Guaidó sobre impasse

Nicolás Maduro afirmou estar disposto a se encontrar com o líder oposicionista e presidente interino autodeclarado da Venezuela, Juan Guaidó. O chavista disse, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (25) que "sempre houve tentativa de diálogo por parte dele" com a oposição.

"Se eu tiver de me encontrar com esse rapaz de boné e capuz às 3h da manhã no pico Humboldt, eu vou. Se tiver de ir nu, também vou", disse.
Maduro também criticou o que chama de "interferência estrangeira" no impasse sobre a Presidência venezuelana. Ele acusou Guaidó de ser "um agente" a mando de estrangeiros, e disse que o país está preparado para responder militarmente a agressões externas.

"Se querem a pátria, preparem-se para defendê-la. Queremos a paz, mas vamos nos preparar para um conflito", alertou.
O chavista tomou posse como presidente da república em 10 de janeiro, mas, na quarta-feira, o presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, reivindicou o cargo durante os protestos contra o regime Maduro até a organização de novas eleições.

Mais de 350 detidos após protestos, diz ONU
Maduro, no entanto, rechaçou a hipótese de novas eleições, que também são pedidas por líderes de outros países como a Espanha.

"Venezuela vai seguir o seu caminho, e que vão embora da Venezuela", afirmou.

Comentários