POLÍTICA ▸ SENADO

Juiza Selma tem arrancada final e é a mais votada; Jaime fica em 2º lugar

A juíza Selma Arruda (PSL) e o ex-governador de Mato Grosso Jaime Campos (DEM) sãos os novos senadores eleitos no Estado.

Com 98,8% dos votos computados, Selma atingiu 677.391 votos válidos. Jaime chegou a 489.409 votos.

Em seguida aparecem Carlos Fávaro (PSD), com 434.092 votos, Adilton Sachetti (PRB), com 332.601, e Nilson Leitão (PSDB), com 329.832.

Os outros seis candidatos não conseguiram atingir 10% dos votos. 

Nascida no Município de Camaquã (RS), Selma Arruda, de 55 anos, foi juíza de Direito durante mais de duas décadas em Mato Grosso.

Mora no Estado desde 1996, tendo primeiro se esteabelecido em Rondonópolis. Lá, trabalhou como advogada.

Em 1996, foi aprovada em um concurso e nomeada juíza. A partir daí, atuou em Alta Floresta, Nobres, Rosário Oeste, Poxoréu, Cáceres, Várzea Grande e Cuiabá.

Em 2015, passou a comandar a 7ª Vara Criminal de Cuiabá, onde condenou políticos até então influentes de Mato Grosso, como o ex-governador Silval Barbosa e o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva. Ela deixou a Magistratura no começo deste ano.

Ex-governador 

Jaime Veríssimo de Campos é várzea-grandense e tem 67 anos.

Filho de político, iniciou na vida pública pela Arena ajudando o irmão Júlio Campos em suas campanhas eleitorais.

Em 1982 elege-se pela primeira vez prefeito de Várzea Grande pelo então PDS.

Em 1990, já pelo PFL, conseguiu se eleger governador de Mato Grosso.

Em 1996 foi eleito novamente à Prefeitura de Várzea Grande, reelegendo-se em 2000.

Foi senador, eleito em 2006 com 61% do votos válidos.

Em 2016, sob mandato de sua esposa Lucimar Sacre de Campos, foi nomeado a cargo de Secretário de Assuntos Estratégicos da Prefeitura de Várzea Grande.

Comentários