POLÍTICA ▸ ELEIÇÕES

Gleisi projeta candidatura própria do PT em Cuiabá após derrota histórica em 2016

Presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann acredita que o partido está preparado eleger o prefeito de Cuiabá e representantes na  Câmara Municipal. Avalia que após a derrota histórica em 2016, conseguiu se recuperar eleitoralmente e garantir bom desempenho nas eleições de 2018.

Embora evite falar em nomes, a militância do PT defende que o deputado estadual Lúdio Cabral volte a disputar à Prefeitura de Cuiabá. Entretanto, o parlamentar tem reafirmado que está focado no mandato na Assembleia e não pretende concorrer.

Ocorre que nas eleições municipais de 2016, o PT sofreu uma das maiores derrotas eleitorais dos seus 39 anos de história e encolheu 60,9% se comparado ao pleito de 2012. Já em 2018, elegeu dois deputados estaduais – Valdir Barranco e Lúdio Cabral - e a deputada federal Rosa Neide.

"Vamos repetir 2018 e melhorar. Em 2016, estávamos sob a égide da Operação Lava Jato que agora está se mostrando mentirosa, manipulada, com várias ações criminosas e acusações contra o PT que influenciaram a eleição. Hoje é diferente. Em 2018 já nós já nos recuperamos”, pontuou Gleisi, que participou da reunião do Diretório Estadual do PT em Cuiabá, neste sábado (15).

Apesar da vitória do  presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), Gleisi afirma que 2018 foi de reafirmação para o PT. Segundo ela, o cenário refletiu em Mato Grosso.

“Embora não tenhámos elegido Fernando Haddad presidente da República,  ele fez 47 milhões de votos, fizemos a maior bancada de deputados federais. Aqui em Mato Grosso, tivemos uma expressiva vitória com Rosa Neide deputada federal e dois deputados estaduais. Não tenho dúvida que 2020 será assim. Queremos ir na mesma toada. O PT vai reafirmar seu compromisso com o povo”,  completou a dirigente.

Sobre o ingresso de Lúdio na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, Gleisi afirma que o correligionário é “um nome excelente” e diz respeitar a decisão local. Ressalta ainda que Cuiabá não ficará sem candidato petista em 2020.   

“O deputado Lúdio é um nome excelente, uma referencia popular. E não vamos ficar sem candidato. O PT vai oferecer a Cuiabá um candidato, uma alternativa a prefeitura”, enfatizou, lembrando que o partido conversa em âmbito nacional com PDT, PSB, PSOL, PDT PCdoB sobre conjuntura e posicionamentos comuns. “Queremos conversar também sobre eleições. O foco é estar junto na maioria dos municípios possível e fortalecer uma aliança de centro-esquerda”, concluiu.

Lúdio, que em 2012 chegou ao segundo turno na disputa pela Prefeitura de Cuiabá e acabou derrotado por Mauro Mendes, à época no PSB -, afirma que a decisão de não disputar as eleições do ano que vem já está tomada. Em sua opinião, o PT deve aproveitar o processo eleitoral para projetar novas lideranças na Capital.

“Tenho a decisão amadurecida de não disputar as eleições, mas o PT tem todas as condições de lançar candidatura. Quando disputei em 2012, também era uma novidade e ninguém acreditava que podia alcançar o resultado que alcancei. Então, acredito que o PT pode apresentar novos nomes para Prefeitura de Cuiabá e em uma aliança de centro-esquerda como  alternativa para a polarização entre o atual prefeito [Emanuel Pinheiro] e o governador”.

Já Barranco, que é presidente estadual do PT, também considera Lúdio um excelente nome para a disputa. Caso o correligionário mantenha a decisão de não disputar, sustenta que outros petistas estão prontos para enfrentar as urnas.

  “Teremos candidatura em Cuiabá. Não sei se será o companheiro Lúdio, mas os cuiabanos merecem uma administração petista para garantir saúde, educação e trabalho, comprometida com a camada mais empobrecida da população”.

Rosa Neide lembra que o PT sobreviveu aos ataques da Lava Jato, que as recentes revelações do The Intecept estão comprovando que são mentirosos, virá forte para as eleições de 2020. Conforme a parlamentar, o partido está se reorganizando em Cuiabá e nos municípios.

“O PT passou por momentos complexos, como o impeachment [Dilma Rousseff] e a  Lava Jato, mas sobrevivemos e estamos na luta. Estamos organizamos os diretórios municipais e 2020 será um ano de avanço para nosso partido. O PT tem grandes nomes em Cuiabá e terá representantes na Câmara e candidato a prefeito”.

Atualmente, o PT não tem nenhum vereador na Capital. No Estado são apenas dois prefeitos: Altir Peruzzo (Juína) e Mabel Milanezi (Castanheira) e 38 vereadores.

Comentários