MUNDO ▸ DOENTE

Ex-presidente argentino De la Rúa recebe alta após passar um mês internado

O ex-presidente da Argentina, Fernando de la Rúa (1999-2001), de 81 anos, recebeu alta nesta segunda-feira (28) do hospital no qual estava desde 1º de janeiro e foi levado a um centro de reabilitação para continuar se recuperando dos problemas cardiorrespiratórios pelos quais tinha sido internado.

Segundo confirmaram à Agência Efe fontes médicas, o ex-presidente deixou esta manhã, consciente, o Hospital Universitário Austral da cidade de Pilar, na província de Buenos Aires, onde estava internado desde o Ano Novo, e levado ao Fleni, um centro de tratamento e reabilitação de patologias neurológicas.

Até esta segunda, por desejo expresso da família, só haviam sido divulgados dois boletins médicos oficiais.

O último, datado de 10 de janeiro, informava que De la Rúa evoluía "lenta, mas favoravelmente", mas continuava sedado na área de cuidados críticos, já que seu estado de saúde, apesar das melhorias, continuava sendo "grave".

O hospital afirmou então que teve que submeter o ex-chefe de Estado a uma traqueostomia para poder desvinculá-lo da assistência ventilatória mecânica, com uma condição cardiovascular "delicada, mas estável".

De la Rúa, que em dezembro de 2001 se viu forçado a renunciar como presidente durante a pior crise econômica, política e social da história contemporânea da Argentina, foi hospitalizado devido a uma infecção respiratória que agravou doenças cardiovasculares prévias, o que o obrigou a passar por uma angioplastia coronária.

O ex-presidente argentino ficou marcado por sua imagem abandonando de helicóptero a Casa Rosada, sede do governo argentino, após renunciar em meio a fortes protestos da população.

Comentários