CIDADES ▸ AGROPECUÁRIA

Em sua 8ª edição, Acrimat em Ação vai percorrer 33 municípios em todo estado de Mato Grosso

A 8ª edição do Acrimat em Ação tem como foco agregar valor em todas as etapas da pecuária de corte. O evento vai percorrer 33 municípios de Mato Grosso a partir da próxima segunda-feira (19). Em cada parada, pecuaristas, estudantes e munícipes poderão assistir a palestra: “Do pasto ao prato: agregação de valor à pecuária de corte”. A expectativa é que ao menos 4 mil pessoas participem dos encontros. 

Segundo a associação, neste ano, o tema escolhido foi pensando em atender o principal objetivo do pecuarista: aumentar a renda na produção independente do sistema produtivo adotado. "É preciso saber como a cria, a recria e a engorda de animais podem ser mais lucrativas para o produtor e o produto final mais satisfatório para os clientes", pontuou o presidente da Acrimat, Marco Tulio Duarte Soares. 

Para ele, o sucesso se consolida quando o pecuarista fideliza o cliente final e o caminho para que isso ocorra está no investimento em tecnologia. “Existe disponível um pacote tecnológico capaz de aumentar a eficiência da pecuária todas em as etapas produtivas. Mas a aplicação correta das ferramentas depende de planejamento e o retorno do investimento está diretamente relacionado à qualidade do produto que oferecemos”, explicou o presidente.

Números

Segundo a Acrimat, não é de hoje que o pecuarista está comprometido com a sustentabilidade - econômica e ambiental - de seu negócio. Dados apontam que o rebanho mato-grossense aumentou 12% de 2007 para 2017, saltando de 25,7 milhões para 29,7 milhões, enquanto a área pastagem sofreu redução de 4,2%. Para a associação, essa redução, na prática, significa aumento de produtividade.

Outro fator que comprova ganho em eficiência é a redução da idade média de abate dos animais. Em 2007, por exemplo, 4% dos abates eram de animais com menos de 24 meses. Dez anos depois, esse índice passou para 15% do total abatido. "Quanto mais cedo a terminação, menor o custo de produção e melhor a qualidade da carne", detalhou Marco Tulio Habib Silva, engenheiro agrônomo da Scot Consultoria convidado pela associação para apresentar novas tecnologias e modelos produtivos capazes de agregar valor à produção. "Acredito que o Acrimat em Ação é o projeto ideal para isso", disse. 

O agrônomo ressaltou que a iniciativa difunde conhecimento em um estado que é referência na pecuária, não somente por ter o maior rebanho do Brasil e ter melhorado os índices de produtividade nos últimos anos, mas também pelo trabalho desenvolvido pelas entidades de classe ativas.

Parceiros
Nesta edição o Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) é um dos parceiros do projeto e vai percorrer os municípios para levar informações sobre o Funrural e o Refis. “A parceria contribui para os produtores rurais terem ainda mais acesso às informações que são de interesse do setor”, destacou o presidente do Sistema Famato, Normando Corral. 

Para o Sicredi, empresa que apoia o projeto, o evento é uma oportunidade de estar com um número maior de produtores rurais e estreitar o relacionamento com a comunidade local. O diretor executivo da Central Sicredi Centro Norte, Valmir Galhardo, explica que a cooperativa disponibiliza, além de crédito, outros serviços como o seguro rural e o consórcio para que o produtor consiga trocar o maquinário e melhorar a infraestrutura da propriedade.

A Trescinco e Ariel também é parceira do projeto e está disponibilizando os veículos para que as equipes percorram os mais de 10 mil quilômetros que serão rodados entre fevereiro e junho deste ano.

Rotas
O evento foi dividido em cinco rotas que serão percorridas ao longo dos meses de fevereiro, março, abril, maio, com encerramento agendado para o início de junho.

Na Rota 1, a equipe composta por cerca de dez pessoas inicia os trabalhos em Poconé (19.02), seguindo para Rio Branco (20.02), São José dos Quatro Marcos (21.02), Pontes e Lacerda (22.02), Vila Bela da Santíssima Trindade (23.02), Porto Esperidião (24.02), Cáceres (26.02) e Araputanga (27.02).

A Rota 2 começa do dia 06 de março, com palestra em São José do Rio Claro, depois os eventos acontecem em Sinop (07.03), Marcelândia (08.03), Tabaporã (09.03), Juara (10.03), Brasnorte (12.03) e Barra do Bugres (13.03).

Rota 3 passa por Guarantã do Norte (02.04), Colíder (03.04), Apiacás (04.04), Nova Bandeirantes (05.04), Nova Monte Verde (06.04) e Alta Floresta (07.04). A Rota 4 tem início em Barra do Garças (23.04), Ribeirão Cascalheira (24.04), Vila Rica (25.04), Canarana (26.04), Água Boa (27.04) e Cocalinho (28.04).

A última, Rota 5, percorre o noroeste do Estado passando por Castanheira (04.05), Juína (05.05), Cotriguaçu (07.05), Colniza (08.05) e Aripuanã (09.05). O projeto é encerrado em Rondonópolis no dia 04 de junho.

Comentários