POLÍTICA ▸ PARTIDO PSB

Dívida de deputados sobe para R$ 330 mil e PSB entra com ação de cobrança judicial

A comissão provisória do PSB de Mato Grosso, presidida pelo deputado federal Valtenir Pereira, promete ingressar na Justiça para cobrar a dívida dos deputados estaduais Eduardo Botelho, Mauro Savi, Oscar Bezerra, Max Russi (hoje chefe da Casa Civil) e Adriano Silva que em valores atualizados chega a aproximadamente R$ 330 mil. A ação de cobrança deve ser protocolada ainda nesta semana.

A dívida estava em cerca de R$ 230 mil em dezembro e chegou a quase R$ 280 mil neste mês, tendo em vista que o valor da mensalidade que o PSB cobra dos ocupantes de cargos eletivos é de 10% do vencimento bruto. Como cada deputado estadual recebe salário de R$ 25 mil, a contribuição partidária ultrapassa R$ 2,5 mil mensais.

“A dívida chegaria a R$ 280 mil em outubro, mas fizemos a atualização dos valores que deveriam estar sendo pagos a pelo menos três anos e chegamos ao valor de R$ 330 mil. Os deputados serão acionados porque não estão cumprindo o estatuto partidário e não quiseram fazer acordo”, afirmou o secretário-geral do PSB, Milton Simplício, ao .

“Deputados serão acionados porque não estão cumprindo o estatuto partidário e não quiseram fazer acordo”

Botelho deve aproximadamente R$ 17 mil porque chegou a repassar algumas contribuições ao PSB. Os outros deputados estão devendo quase R$ 60 mil cada, já que não pagam desde que assumiram os mandatos. Os valores não levam em conta a atualização feita para balizar a ação de cobrança.

Milton Simplício afirma que Botelho fez os repasses mensais até junho do ano passado. Naquele mês, o deputado federal Fabio Garcia foi destituído da presidência estadual do PSB e substituído por Valtenir, o que descontentou todos os  membros da bancada na Assembleia que estão de saída do partido.

Em entrevista recente, Botelho prometeu pagar em março antes de deixar o PSB na janela para mudança de partido. Os demais deputados estaduais contestam a dívida e preferem aguardar a manifestação da Justiça sobre o caso.

Sobre a presidência de Fabio Garcia, Milton Simplício lembra que o PSB herdou dívida de aproximadamente R$ 500 mil. Hoje no DEM, o parlamentar lembra que sua gestão foi interrompida de forma abrup

Comentários