ECONOMIA ▸ PESQUISA

Diagnóstico sobre conectividade no campo será apresentado a produtores rurais

Diante das dificuldades de conectividades enfrentadas por produtores no interior mato-grossense, a diretoria do Sindicato Rural de Campo Novo do Pareci (MT) encabeçou em um movimento em busca de melhorias, e irá dedicar um dia todo da 11ª Parecis SuperAgro – Feira de Tecnologia e Negócios para a discussão deste assunto. O tema central da feira é "Revolução Digital no Campo: Como acompanhar essa transformação", uma realização do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT).

 De acordo com o diretor e um dos organizadores da SuperAgro, Adolfo Petry, o painel "Problemas de conectividade na região do Parecis" mostrará ao público os aspectos que ainda prejudicam avanços na área tecnológica no campo. Segundo ele, a revolução digital poderia estar impactando muito mais os negócios em Mato Grosso, especialmente na produção agropecuária. Ele aponta que a ideia de discutir a conectividade durante a feira nasceu justamente devido à qualidade, considerada precária, dos serviços de internet e de telefonia em todo Chapadão do Parecis.

 "Questionamos quais os motivos da conectividade ser tão precária, enquanto é tão necessária em nosso dia a dia. A partir desta dúvida, e com o fato do perfil da feira ser voltado justamente para discussões de futuro, levantamos a possibilidade de realizarmos um estudo para entender o que de fato ocorre e o que deve ser feito para resolver o problema. Juntamente com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e o Senar-MT foi encomendado um estudo em dezembro e os resultados serão apresentados durante a Parecis SuperAgro" afirma.
 
O painel, segundo informações da assessoria de imprensa, será realizado no dia 10 de abril, das 10h30 às 12h, no entanto, a ideia é ampliar a discussão. Para isso, no mesmo dia durante a programação, a partir das 13h45 a organização está preparando o painel "Soluções para a falta de internet na região do Parecis".

 "A gente já começou a enxergar e entender que parte dos problemas está relacionada à infraestrutura, outra parte aos constantes avanços da tecnologia", aponta Adolfo Petry, que tem mantido contato com empresas e autoridades ligadas ao tema.

 Entre os órgãos convidados pela diretoria do Sindicato Rural para participar da feira estão representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), empresa que opera com cabeamento em fibra ótica (BRFIBRA) e a Telebrás, que lançou um satélite que deve atender todo o Brasil. Adolfo lembra que os contatos com empresas como Vivo, Oi e Tim também tem sido constantes.

 "Hoje entendemos que a rede da conectividade precisa avançar em Mato Grosso e, de modo geral, as soluções atendem também a outros municípios, em diferentes momentos, com diferentes soluções. Temos a expectativa de que grande parte do Chapadão dos Parecis vai conseguir aproveitar as respostas, as conclusões e encaminhamento que forem obtidos. Precisamos efetivamente levar a conectividade para as pessoas e permitir que as propriedades rurais possam fazer uso das infinitas soluções, possibilitando um aumento da produtividade. Tem uma infinidade de coisas novas e interessantes, mas a gente não consegue implementar nas fazendas pela falta da conectividade e a infraestrutura para o desenvolvimento tecnológico", afirma Adolfo.

Ainda segundo ele, o sindicato está trazendo o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), que é um dos maiores centros de pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações e TI (tecnologia da informação) da América Latina, com o objetivo de implantar um projeto piloto de IOT (internet das coisas - quando objetos físicos estão conectados em rede e são acessados através da Internet) voltado para o campo.

 "Assim conseguiremos extrair, de forma automática os dados das máquinas, e desenvolver um sensorialmente remoto amplo nas propriedades rurais. Estamos confiantes que a SuperAgro vai contribuir e muito para que esse cenário mude o mais rápido possível e Mato Grosso possa continuar crescendo, trazendo renda para os que aqui vivem, e novas oportunidades para os mais jovens, que já nasceram em um mundo digital", afirma Adolfo.

 Parecis SuperAgro – Feira de Tecnologia e Negócios será realizada entre os dias 9 e 12 de abril, em Campo Novo do Parecis, com tema "Revolução Digital no Campo: como acompanhar essa transformação". A feira tem como objetivo se manter como uma grande vitrine ao proporcionar oportunidades para demonstração de produtos e serviços, difusão de tecnologias e informações e realização de negócios.

Comentários