POLÍTICA ▸ BATE BOCA

Deputado Wilson Santos acusa Mendes de aumentar comissionados e folha de pagamento

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa (AL) na noite de terça-feira (21) para criticar a atuação do governo de Mauro Mendes (DEM) nas finanças do Estado. Segundo o parlamentar, após fazer várias críticas à gestão anterior, Mendes aumentou o número de cargos comissionados, os DGAs, e os valores gastos com folha de pagamento.

As críticas de Wilson foram baseadas na apresentação do secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, durante a manhã de terça-feira em uma audiência na AL. “Ele aumentou o número de cargos políticos no Estado, com 45 novos DGAs. Em 4 meses a economia foi de apenas R$ 23 milhões. Enquanto isso foi de jato de Cuiabá para Macapá. Isso para um homem que fala que tem gestão”.

Esse aumento de cargos, segundo o parlamentar, fez com os gastos com a folha saíssem de R$ 3,4 bilhões no primeiro quadrimestre de 2018, para R$ 3,486 bilhões no mesmo período de 2019. “Dizia que tinha muita gestão, mas o custou baixou 0,5%. Desde o começo venho alertando o governador: ou faz uma reforma séria e profunda, ou vai naufragar”.

Outro ponto criticado por Wilson foram os repasses do governo Federal para o Estado na saúde. “O secretário Gallo não soube dizer com precisão quanto a União repassou para Mato Grosso. Ele trouxe um dado de R$ 61 milhões e teve que ouvir do presidente do Sisma, que mostrou dados do Ministério que estão disponíveis na internet, que foi repassado R$ 368 milhões”.

Wilson foi rebatido pelo líder do governo na AL, Dilmar Dal Bosco (DEM) que relembrou as dívidas deixadas por Taques para o atual governo, que impactou no pagamento dos fornecedores. “O Estado deu calote em 11.500 empreendedores. Não sei onde isso não é calamidade financeira. Quando o governo fala que não tem dinheiro para investimento, é porque está pagando dívidas da gestão passada. Está questionando os DGAs? Nós estamos questionando o déficit de mais de R$ 1 bilhão”.

Comentários