POLÍTICA ▸ CPI

Deputado João Batista requer a abertura da CPI da Previdência e apresenta 14 assinaturas

O deputado João Batista (Pros) apresentou na sessão ordinária desta quinta (14) o requerimento de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência. Com 14 assinaturas, a comissão deverá ser instalada na Assembleia e vai investigar as causas do deficit do MT Previdência (MT Prev).

João Batista justifica que a CPI é uma forma de tentar evitar o aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14%, como estuda fazer o governador Mauro Mendes (DEM), na tentativa de acabar com o rombo da previdência estadual que, a princípio, se situa em torno de R$ 1,2 bilhão por ano.

“Requeremos a Mesa Diretora que aprove a instalação da CPI da Previdência. Fazemos isso a pedido de muitas lideranças e servidores públicos, porque sabemos que existe uma reforma em nível nacional que está em curso, vimos que houve uma CPI no Senado, que apresentou dados reais e com alternativas melhores, mas que não foi levado para frente”, justifica.

João diz ainda a Assembleia deve contribuir a melhoria da previdência do Estado. “Devemos fazer essa CPI com os servidores do Estado, porque são eles quem pagam esse valor e serão os beneficiários no futuro. Também queremos saber onde estão aqueles imóveis que foram garantidos para acabar com o deficit da Previdência e agora sumiram?”, questionou João Batista.

Esta semana foi instalada a CPI da Sonegação Fiscal e Renúncia Fiscal, requerida e presidida pelo deputado Wilson Santos (PSDB). A comissão investiga os possíveis R$ 2 bilhões sonegados em Mato Grosso por ano, assim como a renúncia fiscal concedida por meio de incentivo e perdão de dívidas que neste ano será de R$ 3,4 bilhões.

Comentários