POLÍTICA ▸ CANDIDATO

DEM garante já ter verba para campanha de Mauro; coligação tem 5 partidos

Após anunciar que estaria aguardando financiadores de campanha para lançar oficialmente o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), ao governo do Estado, o Democratas garante que conseguiu verba suficiente para bancar uma campanha na majoritária. Segundo o presidente regional do partido, deputado federal Fábio Garcia, a questão financeira está superada e os candidatos terão conforto para trabalhar nas eleições.

O líder democrata também revela que na próxima semana, Mendes deve oficializar sua pré-candidatura e falar dos rumos da campanha. O anúncio estava programado para o dia 09 de julho, mas por causa de acidente caseiro que sofreu na última semana, onde teve que passar por cirurgia, o ex-prefeito não confirmou se a confirmação da candidatura será feita na data previamente programada. “O Mauro vai nos comunicar sobre a data que seja mais confortável. Vamos esperar”, disse. 

Garcia explica que o partido tem sido cauteloso nas divulgações das negociações partidárias. O motivo é deixar os pré-candidatos livres para pensar apenas em trabalhar as propostas. Mesmo assim, ele revela que as conversações para coligação com os partidos PRB, PDT, PSD, DEM e PV estão bem avançadas.

“Já avançamos o suficiente para dar o conforto a ele (Mauro) na pré-candidatura, e na semana que vem o Mauro falará e confirmará a pré-candidatura, até porque candidatura é só na convenção. E temos aqueles partidos que estamos com conversa adiantada PRB, PDT, PSD,DEM,PV  e outros que acham que nosso projeto é interessante”, conta o presidente.

Sobre o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), ser um dos principais financiadores de campanha e por isso compor como vice na chapa de Mendes, Garcia se limita a dizer que existe uma conversa visando esta composição. Todavia, afirmou que o diálogo no mesmo sentido ocorre com outros partidos que discutem aliança. 

A única confirmação do DEM é a articulação para segunda vaga ao Senado, que está entre o deputado federal Adilton Sachetti e o ex-vice-governador Carlos Fávaro. No entanto, não descarta um dialogo com a pré-candidata do PSL, Selma Arruda. “Todos os nomes serão avaliados de acordo com as propostas de cada partido para a coligação”, disse Garcia.

Comentários