MUNDO ▸ APOIO

Comitê de Inteligência do Senado apoia indicada por Trump para CIA

Apesar da polêmica pela suposta relação com a prática de tortura, o Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos aprovou, nesta quarta-feira (16), a indicação de Gina Haspel para o cargo de diretora da Agência Central de Inteligência (CIA), informou a comissão.

O presidente do Comitê, Richard Burr, e seu adjunto, Mark Warner, indicaram que a nomeação de Haspel, promovida pelo presidente Donald Trump, passa agora para o plenário do Senado para sua confirmação.

Haspel enfrentou grande oposição após sua nomeação em razão de seu trabalho em uma prisão secreta da CIA na Tailândia em 2002, onde supostos membros da rede extremista Al-Qaeda foram submetidos a torturas.

Mas em uma audiência diante de um comitê do Senado na semana passada ela garantiu que se for confirmada no cargo vai assegurar que a agência não vai retomar os programas de tortura.

Comentários