MUNDO ▸ DESASTRE

China, Indonésia e Etiópia suspendem utilização do Boeing 737 MAX 8 após acidente

As autoridades de aviação da China e da Indonésia ordenaram que as companhias aéreas suspendessem a utilização dos aviões Boeing 737 Max 8 depois que um modelo desses caiu na Etiópia, matando todas as 157 pessoas a bordo.

A companhias Ethiopian Airlines (proprietária a aeronave que se acidentou no domingo) e Cayman Airways também anunciaram que interromperam a utilização desse modelo após a queda da aeronave perto da cidade de Bishoftu, 62 km a sudeste da capital etíope, Adis Abeba.

A Boeing informou ao G1 350 aeronaves desse modelo são operadas por cerca de 50 operadoras no mundo.

No Brasil, apenas a Gol possui aviões da Boeing modelo 737 MAX 8 e opera com sete deles em rotas para os Estados Unidos, América do Sul e Caribe, preferencialmente. A empresa disse ao Bom Dia Brasil que acompanha as investigações sobre o acidente e que, por enquanto, não cogita a suspensão de voos.

Outras empresas, porém, operam esse modelo em rotas que incluem o Brasil, como a Aerolíneas, por exemplo, de acordo com a Boeing.

A Agência Nacional de Aviação Civil do Brasil (Anac) informou que acompanha as investigações. A agência emitiu um relatório de avaliação operacional próprio para avaliar exclusivamente as condições técnicas e operacionais desse modelo e suas variantes.

Comentários