CIDADES ▸ TECNOLOGIA

Central de Processamento e juízas estabelecem comunicação pela internet

Vinte assessores da Central de Processamento Eletrônico (CPe) participaram de videoconferências com as magistradas dos juizados especiais de Cáceres e Poconé, na última sexta-feira (2 de fevereiro). A inteiração foi promovida pela Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso e acompanhada pelo juiz auxiliar Aristeu Dias Batista Vilella, com objetivo de aproximar servidores e juízes, alinhar a metodologia de trabalho e esclarecer dúvidas. As duas comarcas recebem apoio da central na secretaria e no gabinete, remotamente, via Processo Judicial Eletrônico (PJe).
 
Pela manhã, o contato via skype foi com a juíza Joseane Carla Ribeiro Viana Quinto Antunes e a gestora judicial Eniele Regiani, de Cáceres. A comunicação com a juíza Kátia Rodrigues Oliveira e com o gestor judicial Antonio José Izidro da Silva, de Poconé, ocorreu no período da tarde. As duas comarcas serão atendidas à distância pela CPe até o dia 2 de março. “Nós adentraremos nas comarcas, sem sair da capital, para atender a Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição” afirmou Aristeu Vilella, salientando que as unidades foram escolhidas pela desembargadora corregedora Maria Aparecida Ribeiro em razão da elevada taxa de congestionamento.

Conforme o magistrado, em Cáceres há 2.194 processos pendentes de análise na secretaria e 2.429 conclusos em gabinete, dos quais 1.094 são para sentença. “Agradeço à Corregedoria pelo apoio com a disponibilização da equipe da CPe para nos auxiliar. A expectativa é que a jurisdição se torne mais efetiva, já que a demanda pelo juizado é muito grande, especialmente em ações de natureza consumerista. Essa é a vara que tem mais processos na comarca, praticamente a metade dos que aqui tramitam. E a atenção da CGJ vai contribuir para desafogar e dar maior agilidade”, afirmou a juíza Joseane Antunes, enaltecendo a oportunidade de poder conversar com os servidores via internet.

O projeto teve início no dia 29 de janeiro e, em apenas quatro dias de atuação, os assessores da central impulsionaram 2,2 mil processos na secretaria do juizado de Poconé. A partir desta semana, eles começam a trabalhar nas duas comarcas simultaneamente. As atividades são acompanhadas pela servidora Milena Valle Rodrigues, do Departamento de Aprimoramento da Primeira Instância (Dapi), que ministrou o treinamento sobre o PJe. “Nessa fase inicial estamos aqui para dar apoio e esclarecer eventuais dúvidas sobre o sistema. Contudo, gostaria de frisar que a equipe está se saindo muito bem”, salientou.
 
Outros projetos – Conforme o supervisor da CPe, Marcos Ferreira Girão Júnior, além de Cáceres e Poconé, os assessores da Central de Processamento Eletrônico estão atuando presencialmente na 8ª Vara Cível de Cuiabá, na 4ª Vara Especializada de Direito Bancário da capital e na Turma Recursal.

Comentários