VARIEDADES ▸ VENCEDOR

Beija-Flor de Nilópolis conquista seu 15º título no Carnaval carioca

A Beija-Flor de Nilópolis venceu o Carnaval carioca, desfilando no segundo dia do Grupo Especial, na Sapucaí, com o enredo "Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu", do carnavalesco Cid Carvalho.

A escola aproveitou os 200 anos do romance "Frankenstein", de Mary Shelley, para fazer um paralelo com as mazelas brasileiras. O enredo fez uma extensa crítica à sociedade brasileira, incluindo o campo político e a intolerância religiosa.

Alegorias falando sobre o excesso de impostos, desigualdade social, criminalidade e pobreza foram destaque. Um carro alegórico simbolizou ainda a corrupção na Petrobras, na classe política e entre empresários. 

A violência também foi representada, com cenas de assalto, vítimas de balas perdidas e policiais feridos.

Havia ainda uma mesa representando um grande banquete, tendo homens com guardanapos na cabeça em volta, fazendo uma alusão às famosas fotos da "farra dos guardanapos", na qual o ex-governador Sérgio Cabral reuniu empresários e secretários num jantar de luxo, em Paris.

A escola encerrou o desfile com uma mensagem de paz e de otimismo por um futuro melhor. No fim, o público invadiu à avenida e acompanhou a escola, cantando o samba-enredo e tomando toda a Sapucaí.

Comentários