POLÍCIA ▸ MUNDO CÃO

Bebê tem genitália dilacerada após estupro e passa por cirurgia

Uma mãe procurou a Polícia Civil para denunciar um caso de estupro de vulnerável contra a filha de 1 ano e 3 meses, em Cuiabá. Ela percebeu que a criança foi vítima de abusos ao trocar a fralda e notar que ela estava sangrando.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, a denúncia foi feita na quinta-feira (28), porém, o crime teria ocorrido um dia antes, na quarta-feira (27).

A mãe teria levado a filha inicialmente para uma policlínica. No local, foi constatado que a vítima sofreu algum tipo de violência sexual, devido ao dilaceramento da vagina.

O caso é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), que faz o levantamento de pessoas do círculo de convivência da criança, que podem ser possíveis autoras do crime.

Outro caso

No mês passado, uma menina de seis anos foi internada em estado grave. Ela teve a vagina dilacerada após ser estuprada em um matagal, no bairro Jardim das Palmeiras, em Várzea Grande. A vítima passou por cirurgia e o tio da criança foi preso pelo crime.

Conforme denunciado, a menina foi estuprada e deixada em um matagal após desmaiar. O agressor teria pensado que ela estava morta. Ela acordou e conseguiu ir até a casa pedir ajuda, quando relatou que teria sido o tio quem a estuprou.

Comentários