POLÍTICA ▸ FARRA

Assembléia Legislativa de MT investiga servidora por receber dois salários

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso decidiu instaurar uma sindicância para apurar as irregularidades que identificou o pagamento de duas remunerações de modo simultâneo à ex-servidora V.L.R pelo período de 17 meses. A Comissão de Sindicância investigativa, formada por três procuradores da Casa Legislativa, terá o prazo de 45 dias úteis para a conclusão dos trabalhos.

O prazo poderá ser prorrogado pelo mesmo período. “Instaurar sindicância com caráter meramente investigatório para apurar as possíveis inconsistências identificadas nos autos administrativos sob Protocolo SGI 002.865/2016, de modo a averiguar eventuais infrações disciplinares praticadas por servidores desta Casa de Leis quanto às divergências apontadas no parecer 598/2016”, diz a determinação da Mesa Diretora.

De acordo com a Portaria, a servidora V.L.R. recebeu duas remunerações pelo período de 01 de setembro de 1999 a 31 de janeiro de 2001 em contas bancárias diferentes. Ou seja, após 17 anos, a investigação será realizada.

Comentários